sábado, 13 de agosto de 2011

Jogos dramaticos, exercicios, diversão para crianças

Jogos de Imitação

Aqui encontra alguns exemplos de jogos de imitação que poderão ser muito úteis nas aulas de Expressão Dramática, nomeadamente:

- Imitação dos animais;
- A descoberta dos ofícios;
- O tempo que faz.

Jogo: Imitação dos Animais


Número de participantes: 3 a 15
Material necessário: nenhum
Desenrolar da acção:
- Cada criança escolhe (guardando segredo) um animal que pretende imitar: cão, gato, leão, lobo, galinha, pato, burro, cavalo, vaca, etc.;
- À vez, cada um irá imitar, então, o animal que escolheu;
- Não poderá falar nem imitar qualquer ruído quer imite a voz do animal;
- Os outros tentarão adivinhar qual o animal representado.
Variantes:
- Em vez de uma criança de cada vez, poderá motivar-se a iniciativa de se formarem pequenos grupos que deverão escolher o mesmo animal e que actuarão em conjunto;
- Ou, actuando por grupos, cada criança imita o animal que quizer;
- Pode imitar os gritos dos animais (normal, zangado, de dor, etc.).
Nota: ao fazer-se jogos de imitação de animais, há normalmente que chamar a atenção das crianças para o mundo de atitudes que um mesmo animal pode ter:
- andar: devagar, depressa, cauteloso, correndo, saltando
- caçando;
- lutando;
- atacando;
- ferido;
- com medo;
- vendo outro da mesma espécie ou rival;
- comendo;
- dormindo;
- lavando-se;
- brincando;
- com as suas crias;
- satisfazendo as suas necessidades;
- etc.

 

Jogo: A descoberta dos ofícios


Número de participantes: 4 a 20
Material necessário: nenhum
Desenrolar da acção:
- Dividem-se as crianças em dois grandes grupos de efectivo igual. Um grupo será constituído pelos espectadores e o outro pelos actores;
- Cada espectador dirá ao educador/professor o nome de um ofício (pedreiro, soldado, toureiro, etc.), que este mencionará num papel, fazendo uma lista;
- Em seguida, o educador dará a cada um dos actores a missão a desempenhar: a imitação dos operários daqueles ofícios a trabalharem;
- Cada um dos espectadores se deverá esforçar por reconhecer o ofício que mencionou.
Variantes:
- Este jogo pode ser jogado com outros motivos, para além dos ofícios, como por exemplo imitação de animais e de coisas (comboios, barcos, etc.).

 

Jogo: O Tempo que faz


Número de participantes: 3 a 15
Material necessário: nenhum
Desenrolar da acção:
- O educador deverá ter preparado uma série de fichas, encontrando-se em cada uma inscrita o tempo: chuva, vento, frio, calor, etc.;
- Avançando a primeira criança, deverá esta tirar uma ficha e imitar uma pessoa a andar sob aquela condição (à chuva, ao frio, com calor, etc.)
- As restantes crianças tentarão adivinhar qual a condição de tempo que aquele representa;
- Uma de cada vez, todas as crianças deverão fazer a imitação do que lhes calhar nas respectivas fichas. Se por acaso a mesma ficha sair mais do que uma vez, a imitação feita deverá ser diferente e original.


Jogos de Mímica


Mímica vem do termo grego “mimos” que significa actor, imitador. 


Aqui encontra alguns exemplos de jogos de mímica que poderão ser muito úteis nas aulas de Expressão Dramática, nomeadamente:

- Os provérbios;
- Música e cinema;
- Quadros vivos.

Jogo: Os provérbios

“A cavalo dado não se olha ao dente”


Número de participantes: 6 a 20
Material necessário: nenhum
Desenrolar da acção:
- Estabelecem-se pequenos grupos, segundo a iniciativa e espontaneidade das crianças;
- Cada grupo escolhe um rovérbio que terá de mimar;
Exemplos:
- “Grão a grão, enche a galinha o papo”
- “Tal pai, tal filho”
- Quem vai ao mar, pedr o lugar”
- Patrão fora, dia santo na loja”
- etc.
- Cada grupo apresentará então, por sua vez, o seu número de mímica;
- Enquanto um grupo actua, os restantes tentarão adivinhar qual o provérbio representado.

Jogo: Música e cinema


Número de participantes: 3 a 15
Material necessário: gravador, CD’s
Desenrolar da acção:
- Durante cerca de um minuto, o educador fará tocar um trecho interessante de um CD;
- As crianças fecham os olhos e imaginam ver um écran onde está a ser projectado um filme acompanhado por aquela música;
- Acabado o texto e reabertos os olhos, cada uma das crianças irá representar o que imaginou ver no écran, acompanhada pela música.
Variantes:
- A criança que actua pode também ir contando a acção ou, reduzindo-se apenas à mímica, deixar que os espectadores a adivinhem.

Jogo: Os quadros vivos



Número de participantes: 8 a 20
Material necessário: diverso, de guarda-roupa improvisado.
Desenrolar da acção:
- Os participantes dividem-se em equipas;
- Cada equipa actuará por sua vez, ficando as restantes como espectadoras;
- Cada uma das equipas combinará um segredo entre si acerca do que irá representar em mímica;
- Estas representações poderão ser acerca de qualquer acontecimento, nomeadamente um acontecimento familiar (ir à pesca, fazer um piquenique, ir à praia, etc.);
- Os espectadores tentarão descobrir o tema representado.

Jogos Dramáticos

     O Jogo Dramático é um jogo que diverte e dá prazer. nele a criança pode expressar-se livremente o corpo, a expressão, a oralidade e a comunicação pessoal.


     Aqui encontra alguns exemplos de jogos dramáticos que poderão ser muito úteis nas aulas de Expressão Dramática, nomeadamente:
- O bichinho de estimação;
- Toca a acordar;
- O circo.

 

Jogo: O Bichinho de Estimação


Número de participantes: 10 a 20
Material necessário: nenhum
Desenrolar da acção:
- Todas as crianças gostam ou gostariam de ter um animalzinho de estimação: gatinho, cachorrinho, passarinho, pintainho, coelho, etc.;
- Diz-se às crianças para se colocarem aos pares. Uma será o bichinho e o outro o dono;
- Cada par irá então por sua vez representar uma cena do amor que o dono tem pelo seu bichinho: faz-lhe festas, brinca com ele, láva-o, dá-lhe de comer, etc.

Jogo: Toca a acordar!

Número de participantes: 4 a 15
Material necessário: nenhum
Desenrolar da acção:
- Neste jogo a representação constará de imitar tudo o que a criança faz usualmente, de manhã, desde o levantar até à saída para a escola (a cama, a higiene matinal, o vestir, o pequeno-almoço, o despedir dos pais, a saída para a escola, etc.);
- Sendo representada individualmente, cada actuação poderá no entanto ter outras crianças desempenhando papéis secundários (a mãe, o pai, os irmãos, etc.).

Jogo: O circo



Número de participantes: 8 a 30
Material necessário: diverso, de guarda-roupa improvisado e de maquilhagem.
Desenrolar da acção:
- O educador prepara uma série de fichas, tendo cada uma inscrito um número de circo: palhaços, equilibristas, feras domesticadas, cavalos amestrados, etc.;
- Escolhe-se à sorte um participante para fazer de apresentador;
- Estabelecem-se pequenos grupos e cada grupo arranjará um nome para o mesmo;
- O apresentador anunciará então a actuação de cada um dos grupos, anunciando-os pelo nome;
- A ordem de representação e o papel a desempenhar serão sorteados pelo apresentador, de acordo com a ficha que calhar.

Alguns Jogos de Comunicação:

- O meu corpo
- Ritmo da palavra
- Postal ilustrado

Jogo: O meu corpo


Objectivos específicos:
- Explorar o corpo como meio de comunicação;
- Explorar diferentes reacções sensório/motoras;
- Desenvolver o sentido de grupo.

Estratégias:
- Os alunos simulam corporalmente:
     – frio;
     – calor;
     – zanga;
     – indiferença;
     – alegria;
     – surpresa;
     – admiração;
     – mimo;
     – etc.;
- Mimam situações do quotidiano associando-lhes ruídos:
     – uma paragem de autocarro- deverá haver alunos fazendo de banco, de telheiro, de autocarro, de árvore com vento, de pessoas, caracterizando sensações vividas no exercício anterior;
     – um jardim zoológico;
     – uma feira;
     – uma procissão;
     – etc.


Ritmo da palavra


Objectivos específicos:
- Viver o ritmo da palavra;
- Associar personagens à expressão oral;
- Exprimir por gestos sentimentos e ideias;
- Dramatizar uma lengalenga.
Estratégia:
- Lengalenga: “Mia o gato…”
1)
Mia o gato, ladra o cão,
uiva o lobo no Marão.
Pia o mocho, grasna o pato, quincha o pobre do macaco.
(Refrão)
O homem fala, fala
e às vezes não diz nada.
Mas quando o homem canta
até seu mal espanta.
2)
Ruge forte o leão.
- O ribombo do trovão.
À tardinha coaxa a rã,
trila o melro p’la manhã.
(Refrão)
O homem…
3)
Palra, palra o papagaio,
e o cuco traz o Maio.
Assobia a cobra feia,
zumbe a abelha na colmeia.
(Refrão)
O homem…
- Imitam livremente vozes de animais;
- Memorizam a lengalenga;
- Dramatizam utilizando movimento e sons apropriados.

Postal ilustrado


Objectivos específicos:
- Inventar ambientes sonoros partindo de estímulos visuais;
- Criar diálogos;
- Dramatizar cenas.
Estratégias:
- Divisão da turma em pequenos grupos;
- Entrega de um postal ilustrado a cada grupo, caracterizando: uma paisagem (neve, praia, cidade, etc.), meios de transporte, cenas do quotidiano;
- Os alunos criarão situações daí decorrentes.

Jogos seleccionados:

- Boneco desconjuntado 
- Jogo do arame 
- Forma, forma … formações 
- Locomoção 
- Máquina humana 
 

Jogo: Boneco desconjuntado


 
Objectivos específicos: 
- Autonomizar segmentos corporais;
- Sentir o movimento articular.

   
Estratégia: 
- Os alunos espalham-se livremente pela sala e, a comando do professor, vão deixando “cair” partes do seu corpo: cabeça, pescoço, ombros, tronco, etc.; 
- devem chegar ao solo em movimento lento e de descontracção; 
- Podem em seguida voltar à posição vertical fazendo o movimento inverso. 


  
  

Jogo do arame


Objectivos específicos:
- Desenvolver o equilíbrio;
- Adquirir autoconfiança.
Estratégia:
- Coloca-se uma corda ou um traço de giz no chão;
- Cada aluno desloca-se por cima desse traço fazendo exercícios de contracção/descontracção, mobilidade/imobilidade, andar em diferentes ritmos;
- Subordinados a um tema criarão duas estátuas;
- Devem controlar o equilíbrio e o espaço.


Forma, forma … formações



Objectivos específicos:
- Explorar o espaço;
- Adaptar o seu corpo a diferentes espaços;
- Imaginar formas no espaço;
- Orientar-se no espaço a partir de referências visuais ou auditivas;
- Integrar-se em grupo.
Estratégias:
- Os alunos movimentam-se livremente pela sala e sob comando do professor e/ou de um colega, formam conjuntos de 2, 3, 4, 7…, sem falarem nem se tocarem, ficando unidos pelos joelhos, pelos pés, pelas costas, etc.;
- Um pequeno grupo movimenta-se livremente pela sala e ao comando do professor formam, por exemplo: um círculo, dois quadrados, o número 15, a letra B, etc.

Locomoção

Objectivos específicos:
- Explorar diversas formas de locomoção;
- Vivercorporalmente mudanças de nível (baixo, médio, alto).

Estratégia:
- Em contacto com o chão movimentam-se:
     - rastejando de frente;
     - rastejando de costas;
     – rebolando;
     – apoiando-se em mãos e pés;
     – apoiando-se em braços e pernas;
     – apoiando-se em pés, mãos e cabeça;
     – simulando uma cobra;
     -simulando uma foca (parte inferior no solo e tronco erguido);
     – simulando um cão;
     – simulando uma vaca;
     – simulando uma girafa;
- Em pé, sentindo-se:
     – como gigantes/anões;
     – muito pesados/leves;
     – rijos/moles;
     – como um blão a encher/despejar.


Máquina humana

Se eu fosse uma máquina de lavar roupa…

 

Objectivos específicos:
- Criar movimentos;
- Reagir a estímulos visuais;
- Associar som a movimento;
- Integrar-se em grupo.

Estratégias:
- Grupos de dez alunos;
- Um aluno vai para o centro da sala criando um movimento e um som correspondente;
- Junta-se outro aluno que criará outro movimento e respectivo som, estabelecendo um contacto físico com o primeiro;
- Integrar-se-ão, um a um, todos os alunos construindo uma grande ruidosa máquina;
- O professor pode desligá-la (imobilidade) e voltar a ligá-la recorrendo a um gesto pré-estabelecido;
- Ao ser novamente “ligado” o aluno que deverá manter o mesmo movimento e som;
- O professor desmontará, em seguida, a máquina retirando do grupo aluno por aluno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário